Contos Zen – Nem Água, Nem Lua.

b85dafa294bad253b7b68a3058ad45ea

Por anos e anos, a monja Reiko estudou, sem conseguir chegar à Iluminação. Uma noite, estava ela a carregar um velho pote cheio de água. Enquanto caminhava, ia observando a imagem da lua cheia refletida na água do pote.

De repente, as tiras de bambu que seguravam o pote inteiro partiram-se e o pote despedaçou-se. A água escorreu e o reflexo da lua desapareceu… e Reiko iluminou-se.

Ela escreveu estes versos:
De um modo ou de outro, tentei segurar o pote inteiro,
Esperando que o frágil bambu nunca se partisse.
De repente, o fundo caiu. Não havia mais água.
Nem mais lua na água. Apenas o vazio em minhas mãos.
E seu significado em minha alma.

(Autor desconhecido)

 

—————————

Ilustração: pinterest

Compartilhe

Facebook
Skype
Twitter
WhatsApp

Me Siga

Você também vai gostar de...

Livros

Hippie – Resenha

Terminei de ler Hippie, já faz algumas semanas, e como alguns livros de Paulo Coelho, este levou algum tempo para ser digerido e começar o

Read More »

Viva Este Livro no ICLOC

O ICLOC é um espaço aberto para debates sobre práticas e metodologias educacionais com o objetivo de contribuir para o aprimoramento do ensino no Brasil.

Read More »

Vamos nos encontrar na Bienal?

Bate-papo “Quero Ser Youtuber” – intermediação Camila Piva Dia: 06/08 – segunda-feira Horário: das 11:00 às 12:00 Local: Arena Cultural – M080 Endereço: Pavilhão de

Read More »

Categorias